Busca no Site
Enquete
QUAL A MELHOR MOTO DE ENDURO
 
Patrocinadores
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

CADASTRO REGIONAL DE TRILHEIROS - CRT

 

CADASTRO REGIONAL DE TRILHEIROS - CRT

O trail é um esporte praticado em todo o mundo e vem crescendo bastante no Brasil nos últimos anos, sabemos que todos os esportes que estão diretamente inseridos na natureza, irão desagradar ambientalistas e ecologistas é claro.

Mas acho que podemos adotar medidas para minimizar estas agressões, de que forma, praticando o esporte com consciência, não deixando lixo nas trilhas, fazendo a manutenção frequentemente em suas motocicletas, para que não vaze óleos e combustíveis pelas trilhas, procurando preservar a fauna e flora nativa, não abrindo novas trilhas utilizando somos as existentes e várias outras medidas.

Na cidade do Rio de Janeiro não existem muitas alternativas para a pratica do nosso esporte (Trail), temos muitos praticantes e quase lugar nenhum para andar, utilizamos uma pequena parte do Parque Estadual da Pedra Branca – RJ, utilizamos trilhas centenárias para a prática do esporte, mas ainda assim estamos tendo problemas com a administração do parque.

Mediante a todos estes acontecimentos, acho que a união entre todos os trilheiros que moram ou simplesmente costumam andar nesta região é fundamental, temos que mostrar que não somos destruidores da natureza, só queremos praticar o nosso esporte de forma legal. Temos que nos unir, e tentar uma regulamentação do esporte junto ao(s) órgão(s) fiscalizador(es), no meu ponto de vista esta é a melhor alternativa, procurar firmar uma parceria, se você se considera um trilheiro legal, do bem, vai constatar que a proposta que irei apresentar tem tudo para funcionar, para dar certo!

Um trilheiro legal, do bem, é aquele que não teme a legalização do esporte, é aquele que costuma andar de moto tentando causar o mínimo de impacto possível, é aquele que só anda em trilhas já existente, é aquele que não deixa seu lixo nas trilhas, pelo contrário recolhe o lixo dos outros, é aquele que respeita os moradores e animais dos lugares por onde costuma passar, enfim, é aquele que respeita para ser respeitado.

PROJETO TRILHEIRO LEGAL

Condução responsável – Como praticantes do enduro lazer, devemos estar cientes dos possíveis impactos que a utilização de um veículo todo-o-terreno pode ter no ambiente. Aprender e ensinar aos outros os potenciais impactos sobre o meio ambiente, as vantagens da condução responsável, bem como a ética ambiental adequada é fundamental para a utilização sustentável das trilhas.

1 – OBJETIVO. A implantação do projeto que tem como principal objetivo a regulamentação do esporte na região com o menor impacto possível, elaborando projetos sociais e projetos de educação ambiental para os pilotos cadastrados, convocando reuniões periódicas para discussões diversas etc.

2 – PRIMEIRA FASE. Implantação de um cadastro de trilheiros da região, onde será possível identificar os pilotos, e fazer um melhor monitoramento em diversos aspectos, quantidade, conduta nas trilhas etc.

2.1 – Como implantar este cadastro? O cadastro será efetuado através do site da Rede Social Off-Road Bloglama, onde já está tudo preparado para receber as informações de cada piloto, os interessados em participar deste projeto deverão se cadastrar no site, onde irão preencher um formulário, e montar um perfil de piloto na rede social.

2.2 – Todos os pilotos cadastrados no site que comprovarem que utilizam as trilhas da região, receberão em seu perfil automaticamente um numeral que será a sua identificação Off-Road, um número de registro, que poderá ser consultado on-line no site do Bloglama de qualquer aparelho móvel por exemplo, o numeral deverá conter a seguinte estrutura 0000000-IDOR (sete dígitos seguidos da sigla IDOR – ID Off-Road).

2.3 – Validação da IDOR, este numeral de identificação será validado da seguinte forma:

Cada piloto deverá preencher todos os campos do seu perfil base no ato do cadastramento no site, todo perfil será monitorado pelo administrador do site que validará a IDOR através de um STATUS, que será ATIVA para os perfis completos, ou INATIVA para os perfis pendentes de informação. Perfis com status de ATIVA estarão completos e válidos e receberão uma carteirinha de piloto cadastrado e modelo para confecção de seu adesivo com a IDOR, já os como status de INATIVA estarão irregulares e somente receberão a carteirinha e modelo de adesivo mediante a regularização do seu cadastro.

O adesivo de identificação para os pilotos cadastrados deverão seguir o seguinte padrão, adesivo de fundo preto com fontes brancas nas seguintes dimensões 100X30mm, onde deverá conter a sua identificação Off-Road que o piloto receberá após validação do seu cadastro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este adesivo deverá ser fixado em local visível na motocicleta de cada piloto, será a identificação do indivíduo, qualquer pessoa poderá consultar o perfil do piloto no site do Bloglama, bastando inserir este numeral no campo de pesquisas do site.

Modelo de Carteirinha para os pilotos cadastrados na região

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

3 – SEGUNDA FASE. Reunir e conscientizar os diversos grupos de trilheiros da região sobre a necessidade desta união de forças em prol do esporte. Temos hoje pelo menos dois grandes grupos que já fazem um bom trabalho de conscientização e educação dos próprios trilheiros que andam nesta região, assim como trabalhos sociais, estes grupos são os indicados para iniciar o cadastramento dos pilotos.

De que forma? Fazendo um trabalho de divulgação deste projeto, conversando com os pilotos que andam na região, explicando que é preciso fazer este trabalho de cadastramento, encaminhando os interessados para o site do Bloglama, para que façam seu cadastro e para que possam receber instruções sobre o projeto.

3.1 – Formar parcerias para projetos sociais na região, como já foi mencionado já existe um trabalho social sendo feito por alguns grupos de trilheiros, agora é a hora de atrair mais trilheiros que possam abraçar esta causa e fazer muito mais.

4 – TERCEIRA FASE. Tentar uma negociação com a administração do PEPB para que o mesmo estude a possibilidade de liberar a pequena área que já é utilizada para a pratica do esporte, levando o projeto de cadastramento dos trilheiros, firmando uma parceria, assumindo um compromisso de utilizarmos somente esta pequena área para a pratica do esporte, e em contra partida agirmos como fiscalizadores de todo o restante do parque, denunciando desmatamentos, construções irregulares e qualquer outro tipo de agressão permanente a natureza, assim como prestando serviço em alguns casos, onde somente se consegue chegar de moto ou caminhando.

5 – QUARTA FASE. Implantar programas periódicos de recuperação de trilhas com a autorização e supervisão da entidade fiscalizadora do parque, consolidando esta parceria para que se regularize a pratica do esporte somente neste trecho que já é utilizado atualmente. Para que todos possam praticar o esporte de forma legal, com a devida autorização e mediante as demais regras que deverão ser discutidas e firmadas entre as partes.

6 – QUINTA FASE. Esta é a última fase do projeto e a mais importante, de nada adiantará este trabalho todo se não fizermos um trabalho de divulgação do projeto junto aos moradores, através da associação de moradores por exemplo, no comércio local, onde costumamos para muitas vezes para comer e beber algo, devemos explicar que os trilheiros locais são cadastrados, são organizados por grupos, poderão ser identificados a qualquer momento através do site pela sua IDOR.

Caso contrário pode acontecer alguma ocorrência com um trilheiro visitante não cadastrado, e isso provoca um estrago imenso para a imagem dos trilheiros locais, os moradores e comerciantes locais terão de aprender a diferenciar um grupo do outro, eles terão que saber quem é cadastrado no local ou não, terão que saber como funciona o nosso projeto, caso contrário será trabalho perdido.

Obs.: Este projeto tem que ser divulgado ao máximo entre os trilheiros da região, pois somente desta forma conseguiremos garantir o futuro da pratica deste esporte na região.

 

 

 

1° TRILHÃO HORIZONTE PERDIDO - ARAXÁ - MG - 04/12/2016

 

TRILHÃO BENEFICIENTE - PIQUETE- SP - 04/12/2016

 

VELOTERRA - PELOTAS - RS - 3/12/2016

 

VIDEO TRILHA RIO CLARO - RJ - 2016

 

14° TRILHA DA PADROEIRA - CONCEIÇÃO DE MACABU - RJ - 11/12/2016

 

TRILHA MATO E MORRO - ITAPECERICA - MG - 11/12/2016

 

19° TRILHÃO DE NATAL - LAGOA DA PRATA - MG - 18/12/2016

 
Quem Está On-line
Temos 55 visitantes online
Curtir Facebook
Patrocinadores
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner